sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Ô Moreno

Ô moreno,
Desde que te conheci
Voltei a sonhar
Um sonho perdido no medo de amar 

Ó moreno,
Antes de ti
Tudo era tristeza
Rios de lágrimas a desabar

Mas foste tu moreno
Que secaste o rio perene de mágoas 
E me mostraste o colorido da manhã

Ô moreno,
Quando vais bem longe
Meu coração aperta
Tenho medo da alegria debandar
Mas quando voltas sorrindo
Faz minha alma sossegar

Ó moreno,
Fica pra sempre comigo
Pra nunca mais eu deixar de
Sonhar


Nenhum comentário:

Postar um comentário